Revista Fórum

Clique para compartilhar o link do texto original

O fortalecimento do discurso de ódio no Brasil fez mais uma vítima: um homem judeu de 57 anos foi brutalmente espancado por um grupo com discurso antissemita e nazista em Jaguariúna, interior de São Paulo, no dia 10 de fevereiro. O caso vei à tona através da imprensa local esta semana e a vítima concedeu entrevista ao site BuzzFeed News.

[...]

O representante comercial caminhava em direção à rodoviária de Jaguariúna usando o seu quipá, adereço religioso judeu que cobre a cabeça. Ele estava a caminho de Campinas, onde fica a sinagoga que frequenta.

Antes de chegar à rodoviária, no entanto, foi atacado pelo grupo de três homens, que gritavam “judeuzinho verme”.

“Foi tudo muito rápido. Quando eu vi, um deles já estava bloqueando a minha passagem. Ele me agarrou pelo pescoço. Um me deu um chute no testículo. Quando eu me abaixei de dor, me deu um soco de baixo para cima no rosto, quebrando minha prótese dentária e meus dentes, e machucando minha boca”, contou em entrevista ao BuzzFeed News. Ele foi atendido no hospital municipal da cidade.

Segundo a vítima, durante a agressão, os sujeitos disseram ainda que “Hitler deveria ter matado mais judeus”. Eles rasgaram o quipá do homem com um canivete e fugiram.

“Acho que isso aconteceu porque a Humanidade está ficando doente de novo. Essas pessoas são doentes de caráter e da cabeça”, desabafou o representante comercial, também ao BuzzFeed News.

O caso está sendo investigado pela polícia local. Ninguém, até o momento, foi identificado ou preso.

Leia o texto completo em Revista Fórum