Revista Fórum

Clique para compartilhar o link do texto original

Parte dos jornalistas que fazem a cobertura diária da saída de Jair Bolsonaro do Palácio da Alvorada viraram as costas e deixaram o local na manhã desta quarta-feira (4) após o capitão escalar o humorista Márvio Lúcio, o Carioca, vestido de presidente, para comentar o crescimento pífio do Produto Interno Bruto (PIB).

Questionado sobre o desempenho do PIB, Bolsonaro olhou para o humorista, que fazia uma performance para quadro do Domingo Espetacular, da TV Record, e afirmou: “O que é PIB? Pergunta o que é PIB”. Em seguida, completou: “[Pergunta para] Paulo Guedes, Paulo Guedes”.

Diante da negativa do presidente da República em responder às perguntas, os jornalistas viraram as costas e deixaram o local enquanto o humorista continuava com provocações, gritando “outra pergunta”, “não tem retaliação”.

Nas redes
Alguns dos jornalistas presentes na entrevista comentaram a atitude de Bolsonaro, de colocar o humorista vestido de presidente e oferecer bananas aos repórteres.

[...]

“Hoje, fui ao Palácio destinado a perguntar ao presidente sobre o fraco resultado do PIB, divulgado hoje. Mas eu e todos os colegas fomos surpreendidos pelo humorista Carioca, que veio em um carro junto ao comboio. Carioca nos ofereceu bananas. Bolsonaro não comentou o PIB”, afirmou Murilo Fernandes, da agência estadunidense Bloomberg.

“Hoje @jairbolsonaro bateu todos os recordes de desrespeito com a imprensa no Alvorada: colocou um humorista travestido de presidente para distribuir bananas aos repórteres e responder perguntas; esquivou-se assim de comentar o frustrante resultado do PIB em seu 1o ano de governo”, tuitou Fabio Murakawa, que cobre o Planalto para o jornal Valor Econômico.

“Bolsonaro colocou um humorista para oferecer bananas a jornalistas e para responder perguntas. Tentamos fazer perguntas a Bolsonaro. Como ele não quis responder, viramos as costas e fomos emboras”, tuitou Daniel Gulino, do jornal O Globo.

Veja outras repercussões de jornalistas

Leia o texto completo em Revista Fórum