Marco Zero Conteúdo

Clique para compartilhar o link do texto original

[...]

Quem mandou matar Marielle e Anderson? A pergunta que continua sem resposta, há dois anos, foi lembrada hoje nas ruas do centro do Recife.

Por volta das 16h30, dezenas de pessoas se concentraram em frente ao Tribunal de Justiça de Pernambuco e de lá seguiram em caminhada até a Praça da Independência, onde algumas delas fizeram falas em memória à vereadora carioca assassinada em 14 de março de 2018.

Mulheres do PSOL e de movimentos feministas foram maioria a se pronunciar no microfone, mas o que havia em comum entre todos os presentes é ainda a sensação de luto e a força incansável que leva essas pessoas a reivindicar por respostas e justiça.

Crédito: Débora Britto/MZ Conteúdo

Da periferia do Recife, a cineasta Yane Mendes espera que a luta e a morte de Marielle sirvam para proteger outras mulheres que, como ela, não nasceram com privilégios. O exercício de dialogar com as pessoas que passavam pelo centro da cidade no início da noite, já cansadas, também marcou sua fala. “A gente tem por obrigação não falar por, a gente tem que falar com as pessoas que são como Marielle, faveladas”, disse.

A manifestação reforça que a luta por justiça para Marielle e Anderson deve abranger todas as pessoas que carregam e sofrem as consequências da desigualdade brasileira, especialmente as mulheres negras.

O post Ato no centro do Recife lembra legado político de Marielle Franco apareceu primeiro em Marco Zero Conteúdo.

Leia o texto completo em Marco Zero Conteúdo